Esse é o (Eco)Point!

Projeto da Voltz, referência em motos elétricas, amplia rede de pontos comerciais nos quais o motociclista pode recarregar seu veículo. Bom para ele, para o meio-ambiente e para os empresários e comerciantes

O relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), divulgado pela ONU na última segunda-feira, dia 9, indica que o papel da influência humana no aquecimento da Terra é “inequívoco” e “inquestionável”, tendo sido responsável pelo aumento de 1,07º na temperatura do planeta.

Dados como esses têm servido de estímulo para a criação e o desenvolvimento de empresas focadas em sustentabilidade, no Brasil e no mundo. A autotech pernambucana Voltz é uma delas, e sua contribuição ao Meio Ambiente tem duas rodas e não emite CO2: a moto elétrica, disponível em dois modelos para venda.

O mais novo projeto da companhia ilustra bem seu DNA inovador e sustentável: o Eco-Point, uma rede de pontos de recarga elétrica espalhados por estabelecimentos comerciais país afora. De um lado, facilita-se a vida do cliente. Do outro, empresários e comerciantes podem ser beneficiados.

Além de tornarem seus negócios eco-friendly, ou seja, alinhados com esse novo mundo, podem expor seus produtos ao motociclista à espera da recarga – que dura uma hora, em média; ou cinco, para carga completa.

Sim, é claro que, ao disponibilizar a tomada, o comerciante tem o ônus do custo da energia demandada no processo – algo em torno de 1 a 3 reais. Mas se deve ter em vista o bônus de estar engajado na causa pela redução da emissão de carbono e atrair público para o local.

Hoje, o projeto Eco-Point já conta com cerca de 50 participantes, 30 dos quais em Pernambuco. O App Minha Voltz traz a lista dos pontos cadastrados. Para conhecer mais, acesse: voltzmotors.com/ecopoint/

Deixe uma resposta