A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em novo aporte, Livance recebe R$ 30 milhões

Focada na classe médica, startup disponibiliza consultórios sob modelo pay-per-use e oferece solução para gestão de consultas. Investimento foi liderado por Cadonau e Astella

Focada na classe médica, startup disponibiliza consultórios sob modelo pay-per-use e oferece solução para gestão de consultas. Investimento foi liderado por Cadonau e Astella

livance
Gustavo Machado, Fábio Soccol e Claudio Mifano, fundadores da Livance

A Livance, que oferece infrastructure as a service (IaaS) para consultórios médicos, acaba de receber mais uma rodada de investimentos: uma Series A no valor de R$ 30 milhões. O aporte foi liderado pela Cadonau Investimentos e pela Astella Investimentos.

Para entender a disposição dos investidores, é preciso falar das características e diferenciais da startup. Ela possui uma rede de oito unidades, cada qual com – em média – 18 consultórios de alto padrão, para serem compartilhados. Um dos imóveis fica em Campinas; os demais estão localizados em São Paulo e municípios vizinhos.

Por uma assinatura mensal de R$ 236, a empresa cede os espaços sob o modelo pay-per-use (“pague por uso”). Além da possibilidade de atenderem seus pacientes em qualquer um dos endereços, os profissionais da saúde têm acesso a uma plataforma por meio da qual se pode fazer a gestão das consultas, via site ou aplicativo.

“O grande diferencial do que oferecemos é a tecnologia, que nos possibilita fazer a gestão via plataforma. Com ela, o profissional consegue diminuir em cerca de 60% os custos que teria com uma estrutura tradicional”, diz Claudio Mifano, cofundador e CEO da Livance.

É fácil entender a economia gerada. Quem tem consultório fixo – de médicos a psicólogos, de fisioterapeutas a nutricionistas – sabe bem a quantidade de gastos envolvidos: aluguel, secretária, limpeza, seguros, manutenção, entre outros. Sendo cliente da startup, passa-se a trabalhar com despesas variáveis, definidas conforme o uso dos serviços.

“Temos como missão facilitar e alavancar a carreira de médicos e demais profissionais da saúde. Com a nossa plataforma, permitimos que eles foquem na gestão de suas carreiras e não mais na gestão de um consultório. Isso fica por nossa conta”, afirma Mifano. 

Os assinantes contam ainda com um website com URL personalizada e sistema de agendamento de consultas, e números de telefone e WhatsApp com atendimento a cargo das secretárias da Livance.

Com a nova rodada, da qual participaram os fundos de Venture Capital Terracotta Ventures, Green Rock e Mago Capital, a startup agora soma aportes da ordem de mais de R$ 50 milhões. 

Ao longo dos últimos 12 meses, após ter recebido um investimento Seed da Astella, a Livance praticamente dobrou de tamanho. Hoje são 85 colaboradores e mais de dois mil profissionais da saúde na base de clientes. Nos próximos dois anos, a meta é ao menos dobrar a rede física, chegar ao marco de 300 colaboradores e se expandir para além do estado do São Paulo.

Clientes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Clientes