A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Poupança é cringe?

Gíria domina a internet com embate entre Geração Z e Millennials. Entenda. Ou não

Gíria domina a internet com embate entre Geração Z e Millennials. Entenda. Ou não

Se nos últimos dias você entrou na “rede mundial de computadores” (que nome mais cringe!), deve ter se deparado com o termo. Grosso modo, significa algo ultrapassado, que provoca “vergonha alheia”, um mico, pode-se dizer.

Os principais usuários da gíria – jovens da Geração Z, nascidos entre o final da década de 1990 e os anos 2000 – a cada minuto ampliam a lista com exemplos do que é cringe:

= Tomar café da manhã
= Pagar conta com boleto de papel
= Ser fã de “Friends” e “Harry Potter”
= Cultuar café expresso
= Rir com emojis…

Os principais alvos do epíteto, ou seja, aqueles que seriam os maiores propagadores de atitudes cringe, são os Millennials, público que hoje está na faixa etária entre 25 e 40 anos.

Explicação dada, é hora de trazermos o assunto para o mundo das finanças. Por exemplo: aplicar na poupança é cringe? Bem, a resposta fica por sua conta. O que a gente apresenta aqui são 3 investimentos que poderiam muito bem ganhar o selo “não cringe”.

ETF de criptomoedas

Se boleto é cringe, criptoativos não são. A Hashdex que o diga. Gestora especializada em ativos digitais, ela lançou, em fevereiro deste ano, na bolsa de Bermudas, o primeiro fundo de índice de criptomoedas do mundo, o Hashdex Nasdaq Crypto Index ITF. Como o nome entrega, uma parceria com a bolsa americana. Pouco depois, em abril, estreava na B3 o HASH11, primeiro ETF de criptos do Brasil, que já conta com mais de 220 mil cotistas.

Fundo de crédito de carbono

Todas as gerações hão de concordar (espera-se): não cuidar do meio ambiente é ultra cringe. Alinhada com os novos tempos, a Vitreo criou um fundo que investe em crédito de carbono, o Vitreo Carbono FIM, uma novidade no Brasil. De 2018 pra cá, os créditos de carbono no mercado europeu registraram valorização de quase 200%.

Investir no exterior

Uma geração que faz troça do que considera ultrapassado certamente é simpática a ideia de investir fora do país. Para quem deseja internacionalizar seus investimentos, a Avenue Securities indica o caminho. Dá para abrir uma conta em cerca de 5 minutos e ter acesso a ações das maiores empresas do planeta.

Clientes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Clientes