“Autoconhecimento é essencial para o sucesso pessoal”, afirma Priscila Lima de Charbonnières durante o Vogue Wellness Summit

Autoconhecimento é essencial para o sucesso pessoal
Astróloga Priscila Lima de Charbonnières, jornalista Luanda Vieira e a médica Vânia Assaly na live do Vogue Wellness Summit

Desde o início da pandemia, em 2020, a busca sobre autoconhecimento no Google teve um aumento significativo. O interesse pelo tema fez explodir o debate sobre como se cuidar física e mentalmente para obter, por exemplo, mais confiança na tomada de decisões do dia a dia.

No Vogue Wellness Summit, na última sexta-feira (2), a astróloga Priscila Lima de Charbonnières, fundadora da plataforma digital de bem-estar Soulloop, explicou que o autoconhecimento é um processo contínuo, que dura por toda a vida. De acordo com ela, um ser humano tem cerca de 5% de mente consciente, enquanto o restante é inconsciente.

“Se 5% é o que a gente sabe da gente mesmo e 95% está vibrando ao nosso redor, com emissão de ondas de frequência – e, no universo, tudo acontece através de magnetismo, a lei da atração -, então, a gente vibra 95% de questões inconscientes e atrai isso para a nossa vida”, explicou Priscila, que é especialista no desenvolvimento das competências comportamentais por meio da intuição.

A fundadora do Soulloop explicou ainda que quanto mais uma pessoa se aprofunda no autoconhecimento, menor é a barreira entre o consciente e o inconsciente e, então, há mais controle da própria vida. “A gente consegue determinar o que a gente quer atrair, porque a gente identifica o que a gente está vibrando. Então, o autoconhecimento é essencial para a realização e para o sucesso pessoal”, apontou.

A conversa, mediada pela editora de Beleza e Wellness da Vogue Brasil Luanda Vieira foi transmitida pelas redes sociais da publicação e teve como tema a Saúde Espiritual, com a astrologia como ferramenta para alcançar mais autoconhecimento.

O encontro contou também com a participação da médica Vânia Assaly, especialista em nutrologia. Ela explicou que os genes se alteram de acordo com o ambiente emocional e, então, na fisiologia neural, que determina a expressão do indivíduo diante de adversidades, como a pandemia, por exemplo.

“A corrente de partículas é bioquímica e biofísica. Então, existe, sim, um campo energético de comunicação que se dá no indivíduo. Nós temos essa visão macro, que é a intersecção de todo o planeta, de todo esse cosmo, em que nós estamos inseridos, como seres não únicos, mas que recebemos também toda essa informação do universo”, ressaltou.

Quando se considera o gene, o DNA, é importante levar em conta também a vibração que existe ali. Além disso, o ambiente em que o indivíduo nasce, com a interferência genética da mãe e do pai, além do ambiente do útero, forma, o espaço energético do momento do nascimento, de acordo com Priscila.

“A gente vem através de uma correnteza energética. A vibração da nossa alma precisa de uma correnteza compatível para nascer. O meio ambiente vibracional e o meio ambiente físico são a mesma coisa, numa esfera micro e macro”, concluiu a astróloga.

Assista o Vogue Wellness Summit na íntegra: clique aqui.

Deixe uma resposta