A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Contrate-nos

Período de reserva do ETF WEB311 se encerra essa semana

ETF vai investir nas principais plataformas de contratos inteligentes (smart contracts), que fornecem toda a estrutura para a WEB3

A Hashdex, maior gestora de criptoativos da América Latina, finaliza nesta sexta-feira (25) de março o período de reserva do seu novo ETF, o WEB311. O produto chega na bolsa brasileira no próximo dia 30 com objetivo de investir, de forma segura e diversificada, nas principais plataformas de contratos inteligentes (smart contracts) do mundo.

“Baseadas na tecnologia blockchain e operadas por redes descentralizadas, as plataformas de contratos inteligentes são a infraestrutura base todas as aplicações de Blockchain, incluindo a Web 3.0, um nova versão da internet que deverá acelerar ainda mais a transformação digital da nossa sociedade”, comenta Samir Kerbage, diretor de tecnologia da Hashdex. “Este novo ETF cripto vai buscar garantir as melhores oportunidades de investimento nessas plataformas. Trata-se de uma oportunidade única para investir, de forma regulada, nos projetos que serão o motor da internet do futuro”, diz.

Desenvolvido em parceria com a CF Benchmarks, um dos principais provedores globais de índices do mercado de ativos digitais, o WEB311 vai espelhar o “CF Web 3.0 Smart Contract Platforms Market Cap Index”, que por sua vez vai investir as principais e mais promissoras plataformas de contratos inteligentes. Inicialmente, o índice vai investir em sete grandes projetos (tokens) e deve seguir a seguinte composição: Ethereum (22,5%); Cardano (22,5%); Solana (22,1%); Polkadot (19,5%); Algorand (8,8%); Tezos (3,5%); e, por fim, Cosmos (1,1%).

O Banco Genial, Itaú BBA, XP Investimentos e BTG Pactual serão os coordenadores da oferta do novo ETF. O WEB311 terá taxa de administração total de 1,3%, e a Hashdex estima que o valor inicial da cota seja de R$ 50.

Hashdex avança na oferta de ETFs cripto

O WEB311 será o quinto ETF de criptoativos que a Hashdex coloca na prateleira da B3. Pioneira, a gestora lançou o primeiro produto da modalidade no Brasil, o HASH11. O fundo investe numa cesta de ativos que buscam representar o melhor do mercado cripto. Atualmente, o ETF conta com mais de 150 mil investidores.

Em 2021 a gestora lançou o BITH11, um produto 100% Bitcoin verde, e o ETHE11, um fundo de índice que investe totalmente em Ethereum. Recentemente, em fevereiro deste ano, a empresa disponibilizou o DEFI11, que aposta no disruptivo mercado de finanças descentralizadas.