A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Contrate-nos

Número de fusões e aquisições acima de R$ 50 milhões tem aumento de 50% entre 2020 e 2021

De acordo com levantamento realizado pela boutique de M&A RGS Partners, no último ano, foram registradas 280 transações com este perfil, ante 186 no ano anterior

A urgência pela otimização de processos e a transformação digital em função da pandemia somadas a uma maior capitalização e ao aumento de liquidez gerado pela queda de juros são fatores que juntos criaram o cenário perfeito para a quebra de recordes no mercado de M&As. Ao longo de todo o ano de 2021, o mercado brasileiro acumulou 280 transações de fusões e aquisições, que juntas somaram ao menos R$ 300 bilhões. Os dados são do M&A Brazil Report, relatório inédito elaborado pela RGS Partners, boutique de M&A especializada em Middle Market. Para a elaboração do relatório, foram consideradas transações cujos valores divulgados superaram R$ 50 milhões.

Os números apontam para um significativo avanço na comparação com o acumulado em 2020, ano que contou com 186 transações com esse perfil e um total de R$ 219 bilhões – registrando um crescimento de 50% e 38%, respectivamente, em 2021. Chama atenção ainda a performance registrada no segundo semestre de 2021 quando comparada com o mesmo período anterior: 116 transações ante 53 (aumento de 119%) e R$ 180 bilhões ante R$ 22 bilhões (crescimento de 718%).

“O mercado de fusões e aquisições vive hoje seu melhor momento e os números compilados apontam justamente nessa direção. Tivemos um cenário macroeconômico que não apenas permitiu, mas estimulou que corporações fechassem negócios para acelerar seu crescimento, simplificar processo e ampliar suas capacidades”, afirma Guilherme Stuart, sócio-fundador da RGS Partners. “Mesmo com a tendência de alta da taxa básica de juros, a velocidade que se espera das corporações para adaptarem seus modelos de negócio em um ambiente extremamente competitivo deve manter o cenário de M&A aquecido em 2022.”, completa.

Além de uma análise sobre as movimentações realizadas em 2021, o estudo traz um panorama das transações acumuladas desde o início da década, o que confirma o melhor desempenho do mercado de M&A desde então. Entre 2011 e 2021, o mercado de M&A movimentou mais de
R$ 1,7 trilhão, distribuídos em mais de 1.700 transações.

Setores mais aquecidos
Em 2021, os setores de Tecnologia, Saúde e Serviços de Utilidade Pública tiveram os maiores destaques, acumulando 83, 48 e 29 transações cada, respetivamente. No que diz respeito ao volume financeiro transacionado, os três seguem na liderança, mas em ordem distinta. A vertical de Saúde movimentou R$ 77 bilhões, a de Utilidade Pública R$ 51 bilhões e, por fim, Tecnologia com R$ 44 bilhões.