A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Contrate-nos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Corretora Avenue abre 70 vagas em tecnologia

Candidatos precisam dominar linguagens de programação; conhecimento sobre o mercado financeiro não é imprescindível

Candidatos precisam dominar linguagens de programação; conhecimento sobre o mercado financeiro não é imprescindível

Após receber aporte de R$ 150 milhões do Softbank, a Avenue Securities abre novo processo seletivo, dando sequência ao seu plano de expansão. O foco agora é reforçar o time de tecnologia da informação. A corretora, com sede em Miami e escritório em São Paulo, vai contratar 70 profissionais, para trabalho remoto.

A procura é por desenvolvedores Back-end e Front-end, e engenheiros de DevOps e de garantia de qualidade, dos variados níveis de experiência. Para concorrer, é necessário dominar linguagens de programação típicas de cada uma das carreiras.

É imprescindível estar familiarizado com o setor financeiro? Victória Vitrio, diretora de pessoas da Avenue, responde: “Nem sempre os selecionados conhecem finanças. Se já souberem algo, isso é ótimo, para nós e para a vida deles. Mas, se não, tudo bem. Ensinar é parte da nossa cultura”.

Os salários oferecidos, que chegam a R$ 22 mil, são 30% maiores do que a média paga pelo mercado. Entre os benefícios estão plano de saúde com cobertura odontológica, seguro de vida, auxílio home office e vales como refeição e alimentação.

Quem entra na corretora recebe, no primeiro mês, US$ 100 adicionais aos vencimentos, como estímulo à abertura de conta. Tem também 75% de desconto no câmbio para operações de investimentos no aplicativo, e 24 corretagens grátis. O time de tecnologia conta ainda com incentivo à educação – reembolso mensal referente à compra de livros e participação em cursos e eventos.

Segundo Victória, essa é uma forma de incluir o funcionário no mundo dos investimentos. “Acreditamos, de fato, que todos podem se beneficiar do mercado financeiro. Se a gente diz isso ao nosso cliente, não faríamos diferente internamente.”

A abertura dos postos visa a dar suporte para o crescimento da empresa, hoje com US$ 1 bilhão sob custódia e mais de 300 mil contas abertas: “Nosso business é ancorado em uma tecnologia inovadora e, ao mesmo tempo, robusta. Como temos a meta de ter um milhão de clientes até o fim de 2022 – hoje, são 300 mil –, é fundamental captar bons profissionais dessa área”, afirma Victória.

Mais detalhes aqui.

Clientes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Clientes