Novo fundo da Vitreo investe em empresas que usam a tecnologia blockchain

Com aporte inicial de R$ 100, produto conta com ações da Tesla, IBM e PayPal, entre outras

Ampliando sua atuação no mercado de criptomoedas, a Vitreo acaba de lançar o fundo “Vitreo Blockchain Ações FIA BDR Nível I”. Pioneiro no Brasil, ele investe em papéis de companhias que utilizam a tecnologia para aumentar a produtividade, reduzir fraudes, reforçar a transparência e criar soluções em segurança da informação e movimentação de ativos.

“São empresas que, nas próximas décadas, vão impactar a economia de forma multisetorial, com expectativas de retorno já no médio prazo”, diz Jojo Wachsmann, sócio e chefe de gestão da Vitreo.

Estão na carteira do fundo, cujo investimento mínimo inicial é de R$ 100, BDRs e ações de empresas como Tesla, PayPal, AMD e IBM. Voltado para todos os perfis de investidor, tem taxa de administração de 0,90% e taxa de performance de 10% sobre o que exceder o índice S&P 500, seu referencial.

A tecnologia blockchain serve não só como base para a constituição de criptomoedas, mas também como banco de dados para transações de ativos digitais descentralizados.

Deixe uma resposta