Márcio Kroehn reforça equipe da Ovo Comunicação

Com passagens por Estadão, Exame, Veja e IstoÉ Dinheiro, jornalista vai integrar o time de assessores de imprensa da agência

A Ovo Comunicação ganha mais um reforço de peso: Márcio Kroehn, jornalista com quase 20 anos de experiência na cobertura econômica em veículos como Exame, Veja.com, IstoÉ Dinheiro e, mais recentemente, Estadão. Ele se soma, na próxima segunda-feira (28), ao time de assessores de imprensa da agência.

Kroehn estreia já conhecendo boa parte da equipe e dos clientes. “Se qualquer outra assessoria me chamasse, acho que não me sentiria tentado a mudar de vida”, diz. “A Ovo tem participação direta na transformação pela qual a comunicação corporativa vem passando. Será ótimo e desafiador fazer parte disso.”

Vencedor do 9º Prêmio Abecip de Jornalismo, em 2012, do Prêmio CNI de Jornalismo 2013, e por quatro anos seguidos presente no Top-50 do Prêmio Os +Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças, Kroehn é entusiasta do jornalismo multimídia. Além da atuação na mídia escrita, participava da programação da rádio Eldorado e de projetos em vídeo para o YouTube.

“Sempre acompanhei com muita admiração o trabalho do Márcio. É uma honra e motivo de grande orgulho tê-lo no nosso time. Eu e minha sócia, Roberta Scrivano, estamos empolgadas com tudo que acreditamos que podemos construir a partir dessa parceria. Ele vai agregar não apenas no dia a dia com os clientes, mas também trazendo um novo ponto de vista sobre o nosso negócio”, afirma Paula Ponzi.

Fã de esportes e goleiro durante toda a infância e juventude, Kroehn participou in loco da cobertura da Olimpíada Rio-2016 e escreveu, com Bruno Chiarioni, “Onde o esporte se reinventa: histórias e bastidores dos 40 anos da Placar”. Mais: organizou o livro “Por que não desisto: futebol, dinheiro e política”, de autoria do jornalista Juca Kfouri; e editou “Qual é o seu desafio?”, que conta a história da criação da marca esportiva Poker. É, ainda, responsável pelo podcast “O Goleiro”.

Dada a paixão pela área, seria compreensível se ele tivesse feito carreira no mundo esportivo, mas a primeira experiência profissional, na revista CardNews, pavimentou o caminho que o levaria a se encontrar no jornalismo econômico. Agora, do “outro lado do balcão”, diz estar se sentindo como um “foca” (iniciante no jornalismo).

É só o jogo começar, que isso passa, Kroehn.

Deixe uma resposta