Vitreo lança 1º fundo de investimentos em crédito de carbono do Brasil

Em sintonia com o conceito ESG, produto é voltado para todos os perfis de investidores e conta com aplicação mínima de R$ 1 mil

fundo de carbono ESG da Vitreo

A Vitreo lança nesta terça-feira (27) o primeiro fundo de investimentos do mercado brasileiro que investe em crédito de carbono. O Vitreo Carbono FIM, voltado para todos os perfis de investidores, já está disponível na plataforma do grupo com aplicação mínima de R$ 1 mil.

O produto aposta no potencial do setor, uma vez que em diversos países a legislação determina que grandes empresas compensem suas emissões de carbono na atmosfera.

O fundo tem taxa de administração de 0,9% e taxa de performance de 10% sobre o que exceder o retorno de 5% em euro ao ano. Os gestores adotaram a moeda europeia como benchmark, já que o Vitreo Carbono FIM investe em ativos do mercado futuro no continente, negociados em euro.

“O investimento nessa classe é uma tendência mundial, incentivada tanto pela revisão regulatória, que começa a tomar força em todo o mundo, como pela tomada de consciência das corporações, consumidores e agentes políticos”, explica George Wachsmann, o Jojo, sócio e chefe de gestão da Vitreo.

O lançamento é o terceiro da prateleira da casa de investimentos voltado para o mercado ESG (sigla em inglês para definir companhias e produtos que levam em conta fatores ambientais, sociais e de governança) – os outros dois são o FoF ESG Carbono Neutro e o Vitreo Franklin W-ESG FIA BDR Nível I, desde o ano passado no portfólio da gestora.

“Essa preocupação também é uma missão nossa. No mês passado, zeramos a emissão da Vitreo e da Empiricus para todo o ano de 2020”, diz Jojo.

Deixe uma resposta