Mulheres no mercado financeiro: conheça seis fundadoras de negócios bem sucedidos

A participação das mulheres no mercado financeiro ainda é pequena. Uma pesquisa da McKinsey, divulgada pela Harvard Business Review, mostra que apenas 12% dos líderes em empresas de capital de risco são mulheres. A maioria das companhias ainda não tem uma única sócia e só 2,4% são fundadoras, segundo dados de 2020.

Reunimos uma lista com seis mulheres fundadoras de negócios bem sucedidos no mercado financeiro para mostrar que, embora ainda sejam minoria, elas representam uma voz importante no setor.

1 – Luciana Seabra, fundadora e CEO da Spiti.

Há um ano, fundou a Spiti, uma casa de análises que nasceu com a missão de trazer as melhores oportunidades de investimento para o brasileiro. Conhecida como ‘advogada do investidor’, Luciana usa sua influência junto às instituições financeiras para lutar pela redução das taxas de administração e dos valores de entrada nos principais fundos do mercado, tornando-os mais acessíveis.

Com mestrado em economia pela Unicamp, deixou a carreira de jornalista de Finanças para inaugurar uma nova categoria de analista na indústria de investimentos, a de fundos há cerca de cinco anos.

2 – Ilana Bobrow, Sócia-fundadora da Vitreo



Formada em economia pela USP é uma das poucas mulheres que ocupam a cadeira de sócia fundadora e executiva de uma empresa do mercado financeiro. Ela está à frente da área comercial da Vitreo, casa de investimentos criada em 2018 e que tem crescido de forma consistente com a estratégia de ter o cliente no centro do negócio.

Ilana acumula passagens por bancos internacionais e relevantes players brasileiros, até chegar à Vitreo. Está na reta final do seu mestrado sobre Gestão na renomada universidade Harvard, o qual cursou remotamente.

3 – Laura Constantini, Sócia-fundadora da Astella Investimentos

Formada em administração pela Fundação Getúlio Vargas, Laura escolheu o caminho das finanças desde cedo, atuando na área de research de grandes bancos. Em 2005, passou a atuar em uma butique de M&A, ao lado de Edson Rigonatti, com quem fundou a Astella em 2008.

De lá para cá, Laura teve suas duas filhas, ao mesmo tempo que descobriu no Venture Capital sua verdadeira vocação ao aliar o sólido histórico em finanças com uma visão humana, que busca compreender e valorizar a diversidade e as diferenças de cada empreendedor.

4 – Daniela Marchiori, Co-fundadora da Frente Corretora



Daniela Marchiori tem mais de 25 anos de atuação nos mercados bancário, de capitais, de seguros e previdência. Formada em Administração de Empresas, acumula passagens por grandes instituições financeiras nacionais.

Seu expertise e grande entrada nos mercados da região Sul, chamaram atenção de Carlos Brown e Ricardo Baraçal, com quem fundou a Frente Corretora, empresa que alia atendimento personalizado ao uso de tecnologias para oferecer ao cliente cotações de câmbio e serviços eficientes de remessas internacionais.

5 – Roberta Antunes, sócia da Hashdex.

É sócia na gestora de criptoativos Hashdex. Roberta tem uma longa história como empreendedora em tech. O tópico mais emblemático de sua jornada antes da Hashdex é a co-criação do site Hotel Urbano, em 2011, um dos primeiros unicórnios brasileiros.

Formada em Marketing pela ESPM – RJ, com extensão em Harvard no programa Key Executive Leaders, Roberta é hoje chefe de crescimento da Hashdex, que em pouco tempo tornou-se o mais relevante player internacional de criptoativos.

6 – Monica Sacarelli, Fundadora e CEO da fintech Grão.

A empreendedora tem um histórico brilhante no mercado financeiro. Ela foi estagiária de Marketing na antiga Bovespa e trabalhou em corretoras como Concordia e Link. Depois de fundar e vender a corretora Rico para a XP, Monica fundou em 2019 a Grão, uma fintech voltada para a população de baixa renda.

O objetivo da empresa é mudar a forma com que as pessoas guardam, investem ou se relacionam com o dinheiro. A Grão tem presença forte nas regiões Norte e Nordeste e soma 47.000 clientes.

Deixe uma resposta