A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Contrate-nos

Araújo Fontes: boutique de investimentos reforça atuação no Centro-Oeste

Empresa conta com escritório em Goiás para atuar na região

Criada por dois jovens auditores, a Araújo Fontes cresceu longe dos holofotes da Faria Lima e do Leblon, redutos típicos do mercado financeiro no Brasil. Estabelecida em Belo Horizonte desde 1990, a empresa vem se tornando umas das principais boutiques de investimentos do país, reforçando, inclusive, sua atuação no Centro-Oeste.

Em Goiás, a boutique está desde o final de 2009. Mas, desde junho do ano passado, reforçou a presença com o novo sócio Sérgio Carlos dos Santos. Doutor em ciências contábeis pela Universidade de Brasília (UnB), executivo de carreira do Banco do Brasil com 35 anos de experiência no mercado financeiro, dos quais 20 são atuando na região Centro-Oeste. Professor de graduação, pós-graduação e educação corporativa, ele traz toda essa experiência de mercado, da região e da academia para liderar a operação no Centro-Oeste.

“Existem inúmeras empresas de qualidade espalhadas pelo Brasil que hoje não recebem a necessária atenção das grandes instituições financeiras, tendo dificuldades em acessar as boutiques de investimento do eixo Rio-São Paulo. A economia do Centro-Oeste brasileiro vem mantendo taxas de crescimento superiores à média Brasil graças à vocação para o agronegócio e sua expansão em infraestrutura e em atividade industrial”, afirma Marcelo Araújo, sócio-fundador da companhia.

“O crescimento acelerado das empresas da região tem exigido estruturas financeiras mais sofisticadas, bancárias e de mercado de capitais, bem como um maior volume de fusões e aquisições. A Araújo Fontes com seu escritório em Goiânia e minha experiência na região Centro-Oeste conseguem oferecer os melhores serviços e, ao mesmo tempo, adequar seu atendimento às particularidades regionais”, complementa Sérgio.

Com uma atuação multidisciplinar – incluindo fusões e aquisições, reestruturação e captação de dívidas, imobiliário, gestão de ativos e câmbio – a Araújo Fontes tem batido recorde de transações ao longo dos anos, superando a marca de 200 transações concluídas. A área de M&A, a mais tradicional da boutique financeira, já movimentou mais de R$ 25 bilhões em volume de operações e o estoque de negociações de dívida ultrapassou a casa dos R$ 3 bilhões. Só no último ano, foram 33 transações, somando R$ 5,3 bilhões. Sua gestora de ativos, criada há 16 anos, a AF Invest, tem R$ 3 bilhões sob gestão, com experiência em gestão de fundos abertos de Renda Fixa, Multimercados, Renda Variável, Fundo Imobiliário, Carteiras administradas e Fundos exclusivos.

Entre os assessorados pela Araújo Fontes, é exemplo a venda de 60% da Toro Investimentos e da Toro Corretora para o Santander Brasil. A boutique estruturou as emissões de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) no valor de R$ 250 milhões para a Aço Verde do Brasil (AVB), do Grupo Ferroeste, e de R$ 217 milhões para a Bem Brasil, para quem também emitiu Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) no valor de R$ 200 milhões.

Além dos escritórios em Belo Horizonte (MG) e em Goiânia (GO), a Araújo Fontes possui mais duas unidades no estado de São Paulo, uma na capital e outra em Ribeirão Preto (SP). Também atua de forma recorrente no Recife (PE), contemplando empresas do Nordeste.

Relacionadas