A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Contrate-nos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Inadimplência na capital paulista chega a 21,8% em fevereiro

É o maior nível registrado desde dezembro de 2019, diz Fecomercio-SP

Por Agência Brasil

A inadimplência das famílias na cidade de São Paulo chegou a 21,8% em fevereiro, segundo pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). Segundo a entidade, é o maior nível desde dezembro de 2019, quando 22,2% estavam com dívidas em atraso.

O percentual registrado em fevereiro significa que 872 mil famílias estão com as contas em atraso, um crescimento de 61 mil lares em relação a janeiro (20,3%). Em fevereiro de 2021, o índice de inadimplência na cidade era de 18,2%.

A inadimplência é maior na faixa de renda de até dez salários mínimos, ficando em 26,4%. Entre as famílias que ganham acima desse patamar, 10,2% têm dívidas em atraso.

Endividamento
O endividamento das famílias cresceu, segundo a Fecomercio, 13 pontos percentuais na comparação entre fevereiro deste ano e de 2021, passando de 59,2% no ano passado para 73% no último mês. Em termos absolutos, são 2,92 milhões de famílias com dívidas na capital paulista.

Entre as famílias que recebem até dez salários mínimos por mês, o endividamento ficou em 76,2% em fevereiro. Nos lares com renda acima disso, 64% têm dívidas.

“Desde o ano passado, o endividamento vem batendo recordes em razão da dificuldade das famílias em manter o consumo, diante do quadro de inflação e desemprego”, analisa a entidade a partir dos dados.

A situação se agrava, na avaliação da Fecomercio, devido a alta da taxa básica de juros que ocorreu ao longo dos últimos meses. “Quem tem dívidas atrasadas pagará mais juros, e, por consequência, sobrarão menos recursos para o consumo. O aumento da taxa também traz riscos para o sistema financeiro, que acaba por restringir o crédito, tornando-o mais seleto”, ressalta a federação.

Relacionadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email