A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Contrate-nos

Confiança do setor de serviços cai 2,0 pontos em fevereiro

Esse é o quarto mês consecutivo de queda, gerando uma perda de 9,9 pontos no período

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), do FGV IBRE, caiu 2,0 pontos em fevereiro, para 89,2 pontos, menor nível desde maio de 2021 (88,1 pontos). Esse é o quarto mês consecutivo de queda, gerando uma perda de 9,9 pontos no período. Em médias móveis trimestrais, o índice mantém a tendência de queda ao recuar 2,5 pontos.

“Em fevereiro, a confiança de serviços manteve a trajetória descendente iniciada no final de 2021. A queda no mês ocorreu tanto pela piora da percepção sobre o volume de serviços no mês quanto pela redução de expectativas para os próximos meses. A desaceleração no ritmo de recuperação foi influenciada pelo surto de covid, ainda que com restrições mais brandas. Para os próximos meses, as expectativas não são muito favoráveis, dado que o cenário macroeconômico tende a se manter negativo no curto prazo, com inflação resiliente, juros em alta e confiança dos consumidores em patamar baixo“, avaliou Rodolpho Tobler, economista do FGV IBRE.

Em fevereiro, o resultado negativo do ICS foi influenciado tanto pela piora na avaliação das empresas sobre a situação atual como pelas perspectivas para os próximos meses. A queda do ICS foi acompanhada em 8 dos 13 segmentos pesquisados. O Índice de Situação Atual (ISA-S) caiu 2,8 pontos, para 86,6 pontos, menor nível desde maio de 2021 (84,0 pontos). O Índice de Expectativas (IE-S) recuou 1,2 ponto, para 92,0 pontos, menor nível desde abril de 2021 (88,7 pontos).

Saldo do Emprego Previsto

Nos últimos meses, além da queda na confiança, o saldo do emprego previsto tem sinalizado perda de força no ritmo de recuperação, registrando também quatro de quedas consecutivas em médias móveis trimestrais. O saldo corresponde ao percentual das empresas que planejam aumentar seu quadro de funcionários nos próximos meses descontado do percentual de empresários que planejam reduzir. Em fevereiro, o saldo atingiu 9,7 pontos, queda de 5,0 pontos nos últimos quatro meses.