A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Contrate-nos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Eletroeletrônicos faturam 9,1% a mais em 2021, aponta GfK

Os itens com maior crescimento são monitores, modeladores de cabelo e fritadeiras

Em meio aos desafios enfrentados no último ano, o setor de eletroeletrônicos viu seu faturamento crescer 9,1%, com destaque para as vendas online, que terminaram em saldo positivo de 23,5%, frente uma queda de -0,4% das lojas tradicionais. Entre as categorias que se destacaram, Informática teve o melhor resultado, fechando 2021 com 24,6%, seguido pela Linha Branca e Portáteis, com 12,5% e 12,3% respectivamente.

Nos cálculos de volume de vendas de eletroeletrônicos, o comércio online teve saldo positivo de 13,5%, mas fechando a quantidade de itens comercializados nos dois modelos — tradicional e digital -, o mercado apresentou uma queda de -6% em relação ao mesmo período de 2020. Entre as categorias que fazem parte desse segmento de bens de consumo, os portáteis seguem com a maior fatia, representando 38,1%, seguido pela telefonia, com 26,1%.

Em 2021, o consumidor manteve a busca por produtos que estão relacionados a atividades no lar, porém numa intensidade menor do que aquela vista em 2020 e com foco diferente. Itens como fritadeiras e modeladores de cabelo tiveram uma alta no faturamento acima dos 50%, enquanto as TVs, que ganharam um impulso com a pandemia, fecharam o ano com -5,3%.

Fernando Baialuna, diretor de varejo e negócios da GfK para América Latina, explica que no começo da pandemia, o lar virou local para trabalhar, estudar, se entreter e descansar. “O consumidor foi em busca de se equipar para dar conta dessa mudança e manteve esse objetivo em 2021, em menor escala e com foco em itens menores, como os portáteis.”

Na categoria informática, os notebooks seguem com a maior fatia desse mercado, 62,1%, e fechou o ano positivo tanto no faturamento, 23,8%, quanto no volume de vendas, 0,7%. Porém, em 2021, os monitores foram os itens que mais cresceram, registrando um aumento de 76,9% no faturamento e 44,8% na quantidade de peças comercializadas. Vale destacar ainda que a categoria de monitores foi a mais vendida nas lojas físicas, com faturamento de 111,8%.

“Desde o começo da pandemia, em 2020, o mercado de eletroeletrônicos vem sendo impulsionado pelo consumidor, na busca por praticidade e conforto dentro de casa. Para 2022 o desafio cresce, pois a indústria e o varejo terão de estimular este consumidor a fazerem novas compras”, completa Baialuna.

A GfK, empresa líder de inteligência de consumidor e mercado, serviços analíticos e de consultoria, utiliza em sua análise a plataforma gfknewron, que reúne em um só lugar dados completos de mais de 70 categorias sobre o comportamento do consumidor e suas escolhas, percepção das marcas, desempenho de vendas, preços e canais de vendas. Toda essa informação, amparada pela IA e disponível em tempo real, auxilia o varejo e a indústria a planejar e prever promoções, avaliar o seu desempenho no mercado e ajustar a rota dos negócios, em poucos cliques.

Para acessar os dados completos do balanço 2021 do mercado de eletroeletrônicos, clique aqui.

Relacionadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email