A plataforma de brand journalism da Ovo Comunicação

Contrate-nos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

“Vê se Desliga, hein?”

Nem respondo mais. A verdade é que eu não sei, não consigo e, principalmente, não gosto de desligar

Estou de férias. Três dias apenas com meu marido. Sem compromissos marcados (alguns poucos calls apenas), sem horários e sem obrigações das crianças pra pensar. Uma delícia, confesso.

Uma das coisas que mais ouço quando vou viajar assim é “Vê se desliga, hein?”.

Nem respondo mais. A verdade é que eu não sei, não consigo e, principalmente, não gosto de desligar. Gosto de me manter conectada e de saber o que está acontecendo com meus filhos, meus sócios, meu trabalho, minha casa.

Na semana passada, falei da importância de aprender a descansar. De como esse tem sido um desafio interessante pra mim. Mas quem disse que é preciso desconectar para descansar? Eu relaxo fazendo esportes, vivendo momentos divertidos, tomando um vinho, rindo, conversando (muitas vezes sobre as crianças ou negócios, inclusive).

Não é preciso desligar pra isso.

Não entendo essa obsessão por “não precisamos falar agora” ou “não responda minha mensagem”. De verdade? Aqui é exatamente o contrário. Se tiver a preocupação de ter que me “reconectar” e tirar o atraso depois que terminar as férias, aí que não vou conseguir descansar mesmo.

Ouso dizer até que eu só relaxo se não desligar completamente.

desliga celular

Mas, sim, eu gosto de ficar menos no celular. De não ter (tantas) reuniões marcadas ou a obrigação de responder tudo instantaneamente – mesmo que ela seja mais da minha cabeça. Só não sei desligar. Nunca soube. Não importa a minha relevância, posição societária, cargo ou área. Era assim quando estava em grandes bancos, na XP ou agora na Vitreo. E sou assim também com a maternidade.

Calma, eu não fico pensando na rotina das crianças. Ainda bem, disso eu gosto de desconectar! Mas penso se estão bem, se sentem saudade, lembro da atividade que tem no dia, do que precisam levar para a escola. Isso não me faz curtir menos a viagem. Ou perder a chance de relaxar.

E digo mais, eu não quero desligar. Eu não gosto.

Por que desligaria de tudo que escolhi pra mim? Eu adoro a minha vida. Minha rotina. Amo meus filhos, meu trabalho, minha casa. Por que desligar?

Então, mãe, agora você já sabe; eu não vou desligar. Mas isso não quer dizer que não vou curtir cada minuto das minhas férias.

Clientes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Clientes