Fuse Capital desenvolve criptoativo para acelerar startups

Com lançamento programado para o mês que vem, produto da gestora de Venture Capital é pioneiro na América Latina

A Fuse Capital anunciou nesta segunda-feira (21) o desenvolvimento de um criptoativo para fomentar o investimento em startups. Batizado com o nome da gestora e com oferta inicial de US$ 20 milhões, o ativo digital embute um ineditismo: será o primeiro da América Latina lastreado em investimentos de Venture Capital. No caso, em cotas de um fundo da empresa.

Segundo João Zecchin, sócio da Fuse, o preço de mercado do produto tende a acompanhar a valorização das startups investidas. “A maturação do portfólio deve ser rapidamente refletida na precificação do token, por meio da oferta e demanda”, diz.

O criptoativo, cujo um dos objetivos é facilitar a entrada de investidores no mercado de capital de risco, trará liquidez ao setor. “Ele se encaixa melhor nos interesses de investidores e empresas investidas. Permite trânsito livre, seja para entrar ou sair do investimento.”

Esta não é a primeira incursão da gestora nesse universo. No início deste mês, a companhia participou da rodada de investimento – o aporte foi de R$135 milhões – da Hashdex, especializada em ativos digitais.

No portfólio da Fuse estão a healthtech W.Dental; a plataforma de comunicação para pequenas e médias empresas PinkApp; e as startups de inteligência artificial AIO e Fligoo. A gestora investe também na fintech Vexi, voltada à concessão de crédito e sediada na Cidade do México.

Deixe uma resposta